TREMOR ESSENCIAL

15/01/2011 03:15

O tremor essencial é um transtorno comum em adultos. Estudos estimam a prevalência variando entre 0,4% a 5% da população, aumentando com a idade. É importante que o leitor entenda que o tremor essencial é uma moléstia diferente da doença de Parkinson.

O tremor afeta os membros superiores (95%), a cabeça (34%), membros inferiores (30%), voz (12%), língua (7%), face (5%) e tronco (5%). O tremor essencial aparece mais durante o movimento e durante a manutenção de uma postura, diminuindo em repouso.  Tem sido considerado uma condição benigna por não reduzir a expectativa de vida ou causar sintomas além de tremor e posteriormente dificuldade de marcha. Contudo, o tremor essencial pode causar substancial incapacidade física e social. A amplitude do tremor gradualmente aumenta com o tempo e os pacientes frequentemente experimentam um aumento na dificuldade para escrever, beber, comer, vestir, falar e outras tarefas motoras finas.

O diagnóstico do tremor essencial é clínico. Outras causas de tremor como hipertireoidismo e efeito colateral de medicamentos (por exemplo, salbutamol), devem ser consideradas.

Propranolol é um medicamento efetivo conforme demonstrado por vários estudos clínicos. A redução da intensidade do tremor é de aproximadamente 50%. O propranolol de longa ação tem efeito similar ao convencional.

A primidona é um anticonvulsivante que mostrou efetividade na redução do tremor essencial em magnitude similar ao propranolol.  Geralmente iniciada em doses de 50 mg podendo ir a 750 mg por dia.

Existem outros medicamentos que podem ser utilizados para o tratamento do tremor essencial, como o atenolol, a gabapentina, o sotalol e o topiramato. O alprazolam também pode ser considerado com precaução devido potencial de abuso.

Os pacientes com tremor essencial refratário ao tratamento medicamentoso podem ser beneficiados com tratamento cirúrgico. A talamotomia unilateral é efetiva para tratar o tremor contralateral. 

A estimulação profunda cerebral com a implantação de eletrodos no tálamo é efetiva para tratar o tremor de extremidades, mas não para tratar o tremor da cabeça e o tremor vocal.